"Podemos muito bem perguntar-nos: o que seria do homem sem os animais? Mas não o contrário: o que seria dos animais sem o homem?"Hebbel , Christian





sexta-feira, 25 de maio de 2012

Raça: Pastor Australiano (Aussie)


A Primeira raça de que vou falar, não a conhecia até a pouco tempo ( dois, três anos), mas que me fascinou devido a sua beleza,  versatilidade , excelente capacidade de treino da raça e carinho pelos donos.. Pode-se dizer que foi quase amor a primeira vista, a raça de que falo é o Pastor Australiano /Australian Shepherd (Aussie).


História e origem da raça
Existem inúmeras teorias acerca da origem dos Pastores Australianos mas a mais comum é a de que, apesar do nome, a raça foi desenvolvida exclusiva e completamente nos Estados Unidos, onde chegou à sua conformação e características actuais. Os estados americanos que uma tiveram maior actuação no desenvolvimento dos "Aussies" foram a Califórnia e o Colorado.

Existem também fortes indícios de que os Pastores Australianos tiveram origem na região dos Pireneus, montanhas situadas entre a Espanha e a França, a partir do cruzamento de diversos tipos de cães da região. Cães esses que eram usados no pastoreio das ovelhas do tipo 'merino'. No início do século XIX, criadores de merino espanhóis emigraram para a Austrália com seus rebanhos e com eles foram também, os cães. No final do mesmo século, quando se povoava o oeste dos Estados Unidos, ovelhas merino foram importadas da Inglaterra e da Austrália, acompanhadas de seus cães pastores.
É uma raça relativamente nova, foi reconhecida pelo AKC (American Kennel Club) em 1991 e incluído no Grupo de Pastores em 1993. A FCI (Fédération Cynologiqque Internationale) reconheceu a raça como caráter provisório em 1996. Em 1989, o Australian Kennel Club autorizou o uso do nome Australian Shepherd (Pastor Australiano), desde que ficasse claro que a raça era norte-americana e não australiana.

A rápida expansão de popularidade dos Pastores Australianos "Aussies" (como são afetivamente designados pelo diminutivo em inglês de 'Australian' nos Estados Unidos), deu-se a partir da vida rural. A versatilidade e excelente capacidade de treino da raça, tornou-a muito útil em ranchos e quintas americanas. Eram exclusivamente cães de pastoreio, portanto ligados à vida em fazendas de gado ovino e bovino e acostumados ao trabalho. Na verdade, são cães de trabalho, infatigáveis em suas caminhadas e capazes de se manter- alerta por horas a fio. Podem também permanecer longas horas aos pés de seus donos, num ambiente doméstico. Na continuidade do desenvolvimento da raça, foi conservada a preocupação de se manter a versatilidade, inteligência apurada, os fortes instintos de pastoreiro além de uma bela aparência.

Tornaram-se conhecidos, especialmente depois do final da Segunda Guerra Mundial, pela sua apresentação em rodeios e desde então sua popularidade e utilização aumentou. Pode-se concluir que a maioria da população de Aussies ainda se concentra nos Estados Unidos, mas há claros sinais de que se expandem para vários outros continentes, incluindo a Europa.

Temperamento
O Pastor Australiano é um cão cheio de energia, extremamente inteligente, de tamanho médio e grande versatilidade, pois pode servir a vários propósitos. Embora dotado de forte instinto para o pastoreio e guarda, pode também ser um grande companheiro para a família, auxiliar na terapia de doentes e idosos e ainda estender sua versatilidade à prática de agility, busca e resgate, frisbee entre muitas outras coisas.


O Pastor Australiano não é um cão que possa ser deixado no quintal. Precisa de contacto humano e atenção dos donos, isto porque é um animal afectivo e claramente solidário. O abandono causa tédio e provoca o desenvolvimento de um comportamento potencialmente destrutivo.

Acompanha os seus donos dentro de casa e, sendo um pastor, não prescinde do convívio com seu dono. Embora a maioria dos Pastores Australianos sejam amistosas com as pessoas, tendem sempre a ser reservados e cautelosos em relação a estranhos. Se isto acontecer deve-se encorajar o encontro do cão com as pessoas, como parte do processo de socialização do animal, sem todavia chegar a forçar ou a impor encontros. É um cão de temperamento estável sendo raramente briguento com outros cães mas é importante sociabiliza-lo com outros cães e ou gatos desde os 2 meses de idade, que é, geralmente a época que o criador permite que o cão seja levado pelo seu "novo" dono!
Tudo isto leva à conclusão de que o Pastor Australiano não é um cão para um principiante ou quem nunca teve nenhum cão anteriormente. Outro cuidado a ter diz respeito a crianças, na medida em que se não for exposto a elas desde cedo, poderá desenvolver atitudes de estranheza e não aceitação. Mas se for exposto a crianças desde as primeiras semanas de vida, tornar-se-á um grande companheiro de brincadeira. Todo este cuidado será compensado pelo convívio com um animal inteligente, alegre, trabalhador, versátil e capaz de proporcionar grandes satisfações a seus donos.

Caráter e personalidade
O Pastor Australiano foi desenvolvido para ser um cão de tamanho moderado, inteligente, pastoreio versátil com grande caráter e resistência. Muitos Aussies hoje ainda fazem o trabalho para o qual foram originalmente criados e até mesmo aqueles cães que nunca viram uma ovelha ou uma cabeça de gado, usualmente possuem um forte instinto pastoreio.

A grande inteligência destes cães, necessária para controlar bem um rebanho, pode-lhes ser prejudicial quando são deixados sem treino. Por isso treino de obediência é muito recomendável. Os Aussies aprendem muito rapidamente e necessitam realmente de estar sempre ocupados com passeios, jogos e treino, a fim de beneficiarem a mente e o corpo.

Os Pastores Australianos são perfeitos para pessoas que desejam um cão altamente treinável, versátil, muito esperto e que pode trabalhar e brincar até o final do dia. Se dispõe de tempo e pode-se comprometer a ter um Pastor Australiano, com certeza que não se arrependerá. Estes cães especiais merecem donos especiais. Sua lealdade, caráter e extravagante senso de humor o coloca-os num lugar especial dentro das raças caninas.
É uma raça muito inteligente mas como é muito ativo, pode se distrair do treino facilmente exigindo paciência do dono (42ª colocação no ranking de inteligência canina de Staley Coren).

Cores e outras características físicas


A raça pode ter quatro cores básicas: preto, blue merle (combinação de preto, cinza e prateado), vermelho (variando de tom do canela claro ao vermelho fígado) e red merle (combinação de vermelho e nuanças de beije, caramelo). Uma variedade de branco e manchas tan (cobre) podem aparecer na cabeça, peito e pernas. A maneira como estas cores se combinam forma um caleidoscópio colorido que tornam o Pastor Australiano fascinante e faz com que uma nova ninhada possa sempre conter surpresas no que diz respeito às cores produzidas. A pelagem externa é de um comprimento moderado, com uma textura que vai do liso ao levemente ondulado e resistente às inconsistências climáticas. O sub-pêlo é fino e denso e a sua quantidade varia de acordo com o clima da região em que o animal vive.


A cauda é naturalmente muito curta ou pode ser amputada. As orelhas são de tamanho moderado e, quando o cão está alerta, dobram-se para os lados e para cima ou em rosa. Os olhos do Pastor Australiano são, provavelmente, umas das características mais comentadas por causa da variedade de cores. Eles podem ser de qualquer cor ou combinação de cores, variando entre o azul claro, o verde, o âmbar, a cor de mel e todos os tons de castanho e marrom. Não é incomum que um Aussie tenha um olho de cada cor, o que mantém a lenda, difundida entre vaqueiros da América do Norte, de que é capaz de hipnotizar o gado sob seus cuidados. Sendo um cão de porte médio, seu tamanho varia de 50 a 58 centímetros para os machos e 45 a 53 centímetros para as fêmeas. Seu peso vai de aproximadamente 23 a 30 quilos.

CabeçaBem definida, forte e seca, em proporção ao corpo. O crânio é plano e ligeiramente abobadado e seu comprimento e largura deve ser igual ao comprimento do focinho, que deve estar em harmonia e ser proporcional ao resto da cabeça. O focinho afunila-se ligeiramente com uma ponta arredondada. O “stop” é moderado mas bem definido.
DentesUm conjunto completo de 42 dentes brancos e fortes deve convergir numa mordedura em tesoura. Mordedura em torquês é uma falta. Dentes quebrados ou ausentes por acidente não são penalizados.
Desqualificações: Prognatismo inferior. Prognatismo superior acima de 3 mm.
OlhosMuito expressivos, denotando atenção e inteligência. Claros, amendoados de tamanho moderado, um pouco oblíquos, nem salientes nem afundados, com pupilas escuras bem definidas e posicionadas. De cor marrom, azul, âmbar, ou qualquer variação ou combinação incluindo manchas ou imitação de mármore.
OrelhasDevem ser implantadas no alto e ao lado da cabeça, triangulares e ligeiramente arredondadas na ponta, de tamanho moderado e seu comprimento deve ser medido trazendo a ponta da orelha ao redor da parte interna do canto do olho. As orelhas, em atenção plena, dobram-se ligeiramente para a frente e para cima de, ¼ a ½ polegada acima da base. Orelhas eretas e pendentes são faltas graves.
Pescoço e CorpoO pescoço é firme e bem formado, sendo proporcional ao corpo. É de comprimento moderado e ligeiramente arqueado na nuca , bem implantado entre os ombros. O corpo é firme e musculoso. A linha superior do corpo se sobressai numa posição de stay natural.O peito é profundo e forte com as costelas bem abertas. O dorso é forte e largo quando visto por cima. A linha inferior do corpo se estende bem para trás, em um esgalgamento moderado . A garupa é moderadamente inclinada, o ideal seria numa angulação de 30 graus do plano horizontal. A cauda é reta e não deve exceder 10 cm. , seja ela naturalmente curta ou cortada.
Membros AnterioresA escápula é longa e plana, implantada perto da cernelha, mais ou menos com 2 dedos de largura numa postura natural, e é bem estendida para trás num ângulo de aproximadamente 45 graus em relação ao chão. O úmero é ligado á linha do ombro, aproximando-se de um ângulo reto, com os membros anteriores caindo retos, perpendiculares ao chão. A articulação do cotovelo é eqüidistante do chão à cernelha.
As pernas são retas e perpendiculares ao chão. Carpos são curtos, grossos e fortes, todavia bem flexíveis mostrando uma ligeira angulação se vistos de lado. Pés são ovais, compactos, com dedos bem torneados e fechados. Almofadas plantares são espessas e resistentes. Unhas são curtas e fortes. A remoção dos ergós frontais é opcional.
Membros PosterioresA largura dos posteriores é aproximadamente a largura dos anteriores na altura dos ombros. A angulação da pélvis e da coxa (fêmur) corresponde à angulação da escápula e do úmero formando aproximadamente um ângulo reto. Joelhos são claramente definidos, jarretes moderadamente angulados. Os metatarsos são curtos, perpendiculares ao chão, paralelos entre si, quando vistos por trás. Pés são ovais, compactos com dedos fechados e bem arqueados. Almofadas plantares são espessas e elásticas. Unhas são curtas e fortes. Os ergós posteriores devem ser removidos.
MovimentoDeve ser suave, livre e fácil, demonstrando agilidade de movimentos com uma cobertura de solo equilibrada e ampla. Pernas dianteiras e traseiras se movimentam retas e paralelas com a linha de centro do corpo. À medida que a velocidade aumenta os pés dianteiros e traseiros convergem em direção ao centro da gravidade do cão, enquanto a linha superior do dorso permanece firme e em nível.




Manutenção
Antes de se decidir a ter um Pastor Australiano, deve considerar que se trata de uma raça geralmente saudável, que viverá doze anos ou mais, o que significa um longo compromisso com o animal. Além dos cuidados com alimentação e veterinários comuns a um cão, o Pastor Australiano exige cuidados com a pelagem, para que se mantenha limpa e bonita, o que implica em escova semanal e corte das unhas. A fim de manter seu tônus energético, o Pastor Australiano pode comer um pouco mais do que a maioria dos cães do mesmo tamanho e que não sejam tão activos. Isto também deve ser ponderado, uma vez que, além de não ser abandonado no quintal, o Pastor Australiano exigirá de seu proprietário exercícios diários como caminhadas e jogos, a menos que se more numa fazenda ou numa área de tamanho razoável.


Informações e curiosidades

Encontrei um vídeo do canal Animal Planet falando sobre Australian Shepherd. É uma série chamada “Dogs 101“. Vale a pena ver se quiserem saber mais um pouco sobre a raça! 

Também tem o blog da casa  calado que tem histórias muito interessantes :) 
Aqui deixo o link:

E mais um site para todos os amantes de Pastores Australianos:





Até breve :)

2 comentários:

  1. Não conhecia esta raça mas acho que me apaixonei, são tão lindos :D

    ResponderEliminar